Connect with us

Críticas

Crítica | RESISTÊNCIA (The Creator)

Published

on

Tivemos realmente muitos filmes grandiosos em 2023, mas um deles estava passando completamente despercebido. E ainda bem que isso aconteceu, porque a surpresa foi maior ainda, mas não tão grande quanto o que esse filme se propõe.

Sinopse: Em meio a uma guerra futura entre a raça humana e as forças da inteligência artificial, Joshua (John David Washington ), um ex-agente das forças especiais em luto pelo desaparecimento da sua mulher (Gemma Chan), é recrutado para caçar e matar o Criador, o arquiteto esquivo da IA avançada que desenvolveu uma arma misteriosa com o poder de acabar com a guerra.

Comecemos por onde o filme mais acerta: Sua cinematografia. O trabalho aqui de Greig Fraser (Lion) e Oren Soffer é algo de espantar. E claro, tudo isso potencializado pela direção de Gareth Edwards (Rogue One) que faz questão de planos abertos para mostrar toda a grandeza da história que está querendo contar.

Todo o universo que foi construído aqui funciona perfeitamente, por se tratar do futuro o diretor não economiza em suas naves, seja em helicópteros super modernos até uma nave espacial.

O diretor já é um especialista nesse tipo de filme, aonde ele lhe coloca num mundo que é imenso mas o faz ver tudo isso com os pés no chão, o mesmo tipo de situação que ele fez em Godzilla (2014) e Rogue One (2016).

O elenco também colabora muito com o andar da história, com destaques para: John David Washington, Gemma Chan, Ken Watanabe e Madeleine Yuna Voyles. A relação que vai se formando entre os personagens de John (Joshua) e Madeleine (Alphie) é tão sutíl e sincera que não tem como não se emocionar no final, provando que isso foi bem construído pelo roteiro.

O roteiro do filme, também escrito por Edwards, não é revolucionário mas cumpre bem o papel que se deseja. Ele abre o arco e o fecha de forma satisfatória, não deixando nenhuma ponta solta para uma continuação. Também não perde tempo tentando explicar tudo para o expectador, ao invés disso o diretor divide bem a história em capítulos para focar seus objetivos ao longo do filme, o que pode ser encarado até como uma pressa e prejudicando um pouco a relação entre alguns personagens.

Por fim, Resistência é um filme que, apesar de tratar de uma guerra entre inteligência artificial e humanos, no fundo fala muito mais sobre a humanidade que existe em cada um de nós, por isso ele é tão preciso atualmente.

Nota: 4/5

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Sair da versão mobile